HOME                    À CONVERSA COM                  O LIVRO                  AO QUILÓMETRO TAL                 ARQUIVO                 

.a Estufa Fria e a Lília Lopes.

Há muito tempo que eu estava em falta com a Lília e no fim-de-semana passado ignoramos o tempo chuvoso e assumimos a estação num passeio descontraído à Estufa Fria no Parque Eduardo VII em Lisboa, de onde resultaram estas fotos. 

Para quem conhece o meu trabalho não será nenhum espanto dizer que a fotografia que mais me apela é a casual, a sentimentalista, a simplicidade envolta em beleza. Então, e como já vivo em Lisboa vai fazer 6 anos e meio e há muitos sítios que ainda não visitei, decidi começar este trabalho de scouting de sítios e pessoas. Apelar ao sentimento e à cumplicidade de pessoas que conheço mais, ou menos,  pela câmara e pela envolvente. 

A Lília foi a protagonista neste dia de scouting pela estufa. Ela é atriz e já a devem ter visto em anúncios da Compal, ou da Coca-Cola, ou num qualquer outro palco perto de si. Mais recentemente também teve participação no video de Ink Mapping: Video Mapping on Tattoos, por Oskar & Gaspar.

Apesar do tempo, foi uma bela manhã, cheia de improvisos e momentos engraçados - fomos ambas exploradoras de um sítio novo e sempre com a linda luz difusa de outono como companhia. Eu fiquei  feliz com o resultado, espero que gostem também.


























1 comentário:

  1. Estava com curiosidade em ver o resultado destas fotografias. O contraste entre o verde da Estufa Fria e as cores quentes envergadas pela Lília só poderiam combinar num quadro cuja palete de tonalidades fortes não seria passada despercebida. E o melhor, é que em qualquer uma das imagens podemos colocar uma história por cima - todas encadeadas e ao mesmo tempo, independentes sobre as próprias. Excelente trabalho!

    ResponderEliminar