HOME                    À CONVERSA COM                  O LIVRO                  AO QUILÓMETRO TAL                 ARQUIVO                 

Janeiro e o cliché "Ano Novo, Vida Nova"!


Fotografia por João Almeida Photography

As resoluções são uma tradição bastante afamada, praticada quase como uma obrigação em cada transição anual. Ano novo, vida nova. 



Este ano não fiz resoluções, na verdade, apesar de todos os planos, nem festejei convenientemente. O corpo pediu cama e ardeu em febre às doze badaladas. Quando acordei já era 2014. 

Entrei no novo ano com o corpo a ceder e a boicotar-me, não fiz nenhuma resolução, nem tinha vontade de o fazer, mas acabei por assumir que a do ano anterior estaria ainda válida: 
«brindo a mais um ano que com certeza terá mais do mesmo,   
na esperança de ter menos do que tive a mais, e mais do que senti ter tido a menos.» 

No entanto a minha condição obrigou-me a ceder, a mudar, e a tentar de tudo para melhorar. Faz hoje 34 dias que não fumo, não bebo café e a minha alimentação mudou quase drasticamente. Perdi alguns quilos sem nada fazer propositadamente para isso, e abrandei o ritmo. Tudo feitos que o meu próprio organismo me impôs, mas que de certa maneira agradeço. Concentrei-me essencialmente em mim  e sempre que ignoro cuidar de mim sofro "retaliações". Dizem que "há males que vêm por bem", acho que nunca antes este ditado se melhor aplicou e é assim que eu vejo este novo ano. 

Em consequência também o meu lado profissional sofreu alterações, foi preciso dar dois passos atrás para ver as coisas em perspetiva e acabei por vender todo o meu material de estúdio.  Mas foi também neste mês que fiz parte da inauguração de um estúdio novo no LX FACTORY - Fine Art - do qual agora sou associada. 

Tudo o que de menos bom foi surgindo desde Dezembro de 2013  "converteu-se" em muito bom, ou então sou só eu que me nego a salientar o menos. 

Na verdade, e apesar de tudo, Janeiro foi um mês de clarividência, onde tive a oportunidade de restabelecer prioridades e organizar-me para me preparar para Fevereiro, que se prevê ser cheio de novidades e trabalho... mas isso agora já são contos do próximo mês. 


E o vosso Janeiro como foi?