HOME                    À CONVERSA COM                  O LIVRO                  AO QUILÓMETRO TAL                 ARQUIVO                 

Cartas de Amor - Uma Carta a Mim Mesma!







Lisboa, 21 de janeiro de 2014


Uma carta a mim mesma.
Escrever uma carta a alguém tem caído cada vez mais em desuso, com papel e caneta então é uma espécie em vias de extinção. Quando propus este desafio a mim mesma, e a quem me lê, não previ a dificuldade, mas valeu a pena - e este eu sei que é sentimento que partilho com quem aqui foi partilhando as suas cartas.

Cartas de Amor #6 - Menina Mulher

Cartas de Amor, Quem as não Tem?


"Menina da minha alma, sempre me custou encarar-te! Palavras, para ti, sempre tive muito poucas mas hoje decidi cumprimentar-te: Olá menina mulher! 
Como o tempo passa… como tens crescido… foram muitas as quedas, os empurrões mas vejo-te mais forte! Vejo-te capaz, corajosa e batalhadora.Nos teus olhos contudo, vejo a mesma inocência de outrora, o coraçãozinho transborda-te de amor, bate por todos que amas, chora por todos que te “escorregam” das mãos. Sonhas alto menina Eu, o sonho ilumina-te a vida. És livre como um passarinho, és leve, voas acordada por mundos que só tu conheces. Gosto de saber de ti! =) Sei que temos muito para viver, muitos sonhos a concretizar, mundos novos a esvoaçar… Sorrir-te-ei todos os dias, gosto de quem és, acredita sempre Chris."




Cartas de Amor #3 - Querida Susaninha




"Ericeira, janeiro de 2014

Querida Susaninha do meu coração,

Cartas de Amor #1 - Querida Catarina



foto de Ana Morais

















"Lisboa, 4 de Janeiro de 2014


Querida Catarina,

Cartas de Amor, Quem as não tem?


Em Dezembro do ano que acabou de passar, um amigo, sabendo o quanto aprecio a simplicidade do belo, deixou-me em mensagem este vídeo:


Inspirada pela sua mensagem tão simples quanto interessante, deixei na página do blog um desafio aos leitores: que cada um escrevesse uma carta de amor a si mesmo(a).
Se este era inicialmente um apelo para que cada um se desafiasse, acabou por se tornar num desafio para inspirar outros. 
Por isso pedi que me enviassem as suas cartas, caso assim sentissem vontade, para partilhar com quem passa aqui pelo blog.

Esta semana publicarei, em cada dia da semana, uma carta de um(a) leitor e terminarei domingo, com a carta da minha autoria. 

Se quiserem enviar a vossa ainda vão a tempo, é só deixarem-me uma mensagem na página para vos fornecer o email.


Cartas de amor, quem as não tem?


É sobretudo por ti!


fotografia por Miguel Esteves Pinto | edição por mim


Para cada efeito há uma causa correspondente, tão certo como a cada noite preceder o dia.