HOME                    À CONVERSA COM                  O LIVRO                  AO QUILÓMETRO TAL                 ARQUIVO                 

"À Conversa Com..." #5


Sempre defendi que acreditar é o primeiro passo para as coisas acontecerem! Há tantos e tão bons exemplos desta força que parece absurdo que não tenhamos esta ideia mais entranhada em nós. Eu não precisei de ir muito longe para ter uma conversa com um belo exemplar de que a perseverança é o melhor aliado para alcançar o que nos parece quase impossível de acontecer.


página facebook



O meu convidado é o ilustrador português João Rodrigues. Romântico, curioso, auto didata, apaixonado pelas artes, conhecemo-nos por interesses em comum e trabalhamos conjuntamente para uma atividade que eu desenvolvi para a associação que na altura presidia, há dois anos atrás.  







Neste momento a lançar o seu primeiro livro de ilustrações para a editora Zero a Oito, João tem exposto em vários locais em Lisboa e no Porto, tendo divulgado os seus trabalhos mais massivamente nos últimos dois anos. As suas ilustrações são a expressão de si próprio e do que o apaixona na vida. “A principal fonte de inspiração é o amor, a busca daquela pessoa especial”, revelou ao P3.  



Elementos representantes do amor, da água, da música e da melancolia de quem procura “aquela pessoa” estão patentes nos seus desenhos, expressos em linhas inspiradas nos desenhos simples das crianças e em traços do adulto de boa índole que se tornou.  Com o 12º ano de escolaridade, aprendeu as ferramentas necessárias para desenvolver o seu próprio estilo recriando o que quem admira criava.







contato: joaorodriguesilustracao@gmail.com

Com influências mais óbvias de Tim Burton, há também quem mencione O Principezinho como um “faz lembrar", mas a verdade é que as ilustrações do João já têm a sua própria personalidade, pois quando vemos um boneco de cabeça grande, com um olho maior do que o outro ou torto, a primeira reação é pensar que será da autoria de João Rodrigues.  O retrato e as caricaturas são também outra área do desenho em que tem desenvolvido trabalhos para encomendas personalizadas.
Por convite, aliou-se também a algumas marcas para a produção de artigos de utilidade como cadernos, guarda-chuvas, chinelos, velas e álbuns.  A PrincessPea foi uma das primeiras aliadas, um projeto 100% português com materiais e ilustradores portugueses. WonderPapers, o primeiro projeto de Scrapbooking em Portugal foi outra das parcerias, bem como a Candle In.



Sendo as suas ilustrações um reflexo do que o apaixona na vida, também faz bodyboard e toca piano... só não fala francês! Humilde, acaba sempre por se referir aos seus ofícios como “nada de especial”, mas quem vê e ouve sabe dar-lhe o devido valor. Espero que isso continue a servir de incentivo para levar para frente tudo o que ele aspira.

Despedi-me do João com o desejo de brevemente poder ir ver a sua exposição em Londres um dia destes J




João Rodrigues

João Rodrigues

Sem comentários:

Enviar um comentário