HOME                    À CONVERSA COM                  O LIVRO                  AO QUILÓMETRO TAL                 ARQUIVO                 

.alfacinha est a Paris.

E depois de acordar ás 4 e meia da manhã para fazer o check-in mais rápido de todas as viagens que já fiz, de duas horas e meia de viagem sem lugar  à janela, de o avião andar 30 minutos pelo aeroporto Charles de Gaulle só para estacionar, de passar uma hora a olhar para uma passadeira sem bagagens para finalmente aparecer a única bagagem de porão que eu tinha, de andar aos pontapés à língua francesa que até é pecado, de passar 45 minutos num táxi só para dar com Ivry Sur Seine e mais 30 para dar com a Rue de la Victoire à Paris!, de ter ido directa trabalhar sem sequer almoçar, de levar com uma mulher da recepção que assim que ouviu inglês disse mal da vida dela e do mundo aos pulos na cadeira, de voltar ao apart-hotel e ter comigo um GPS mais avariado que nos fez perder uns bons 30m de sacos das compras nas mãos...depois disto tudo...sim amigos a alfacinha está em PARIS!! No meio disto tudo tive o meu mais que tudo a levar-me ao aeroporto com o coraçãozinho nas mãos de preocupação, a senhora da TAP perdoou-me quase +3kg de bagagem, adormeci na viagem e quando acordava tinha um casal ao meu lado do mais querido que existe, enquanto esperava pelas bagagens ouvi onde era a praça de táxis, calhou-me um taxista novo que falava mais ou menos inglês e que me levou pelo lugar mais rápido e mais baratinho, consegui mudar de quarto para o mesmo piso do meu colega, o próximo táxi apareceu num instante e calhou-me um senhor tão querido que há medida que entravamos pelo centro de Paris foi-me explicando o que era o quê, como se fosse uma visita guiada ;) e com um sol maravilhoso a brilhar (apesar dos 7 graus negativos), tive uma cara amiga para me dar as boas vindas, começei a trabalhar em algo novo e num computador para mim o que é de facto muito bom! e ao fim do dia para além de me aperceber que o meu Francês não é assim tão nulo! lol...Consegui falar a divertir-me com pessoas que estão tão longe de mim, mas esteja eu onde estiver me fazem sentir em casa em mim mesma :D Sou mesmo uma sortuda...ou não depende sempre da perspectiva, porque a moeda tem sempre duas faces...


A cidade dos amores...onde quero/gostava de encontrar os meus...


.alfacinha attend toi à Paris. 




3 comentários:

  1. Então mulher? Que andas a fazer por Paris?

    ResponderEliminar
  2. Eeeehlá! Mas isso é bom na mesma. Então bom trabalho e vai contando as peripécias por esses lados :P Um beijo grandão e... Bom anoooo!

    ResponderEliminar